livro-um-perfeito-cavalheiro-julia-quinn-livro-3-serie-os-bridgertons

Apesar de Cinderela não ser meu clássico favorito, Um Perfeito Cavalheiro de Julia Quinn, releitura da obra ganhou um espaço especial no meu coração. Na verdade, fui levada às lágrimas e esta é geralmente é a minha reação quando amo um livro! Quero dizer, se um livro me faz chorar, entra para minha lista de favoritos (risos).

Sinopse: Um Perfeito Cavalheiro

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro por Julia QuinnSophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, porém, ela consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Categoria: Romance| Serie: Os Bridgertons #3 |Páginas: 295|Editora: Arqueiro |Classificação 5/5❤

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro por Julia QuinnInicialmente tive alguns receios sobre essa leitura, já que realmente não sabia muito sobre Benedict Bridgerton, além de ser o segundo filho da família. Ele  não foi tão exposto nos primeiros dois livros da série.

Sophie Becket é filha bastarda de Earl e foi criada por ele como sua pupila, apesar de todos conhecerem a verdade. Ela tinha uma vida segura e confortavel até o dia em que seu pai se casa com uma viúva com duas filhas quase da idade de Sophie. Apesar de não conseguir compreender os reais motivos, desde o inicio ela odeia Sophie e estimula suas duas filhas a criarem o mesmo sentimento por ela. Após a morte do Conde as coisas se tornam ainda piores. Sophie fica com um dote e uma estipulação de que sua madrasta terá de cuidar dela até seu 20° aniversário, para que passe a receber um adicional de 2 mil libras por ano. Claro, ela não conta toda a história a Sophie e a transforma em sua escrava particular.

Aqui não há fadas madrinhas, mas criados leais que ajudam a Sophie a experimentar a vez da temporada – O baile de mascaras dos Bridgertons. É aqui que ela conhece Benedict, que se sente atraído por ela à primeira vista. Eles compartilham uma valsa e conversam até a meia-noite onde é obrigada a ir embora às pressas após compartilharem um beijo.

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro por Julia QuinnA história retoma dois anos após o baile. Sophie deixou a casa da madrasta e agora está trabalhando como empregada em uma cidade pequena no interior. Lá, ela é resgatada por Benedict, que não a reconhece! Por incrível que pareça esta é a parte mais apaixonante da história, aos poucos Benedict se apaixona por Sophie de novo, apesar de não saber quem realmente ela é. Normalmente, eu não gosto de romances onde há dramatização de fatos ocultos, mas desta vez concordei com a decisão de Sophie em não revelar a si mesma, em seu lugar eu tomaria a mesma decisão.

Adorei o toque que Julia Quinn acrescentou à típica história da Cinderela . Todo o cenário por trás da história e todos os personagens foram muito bem construídos. Na verdade, adorei o desenrolar leve e natural do romance entre Sophie e Benedict, eles definitivamente têm química juntos.

 Não só Sophie, mas também Benedict são encantadores! Gostei de ver a família Bridgerton mais presente por aqui e finalmente consegui entender o motivo pelo qual Violet é uma mulher tão amada: ela é simplesmente incrível! Não só como mãe, mas também como pessoa e não pensa duas vezes antes de passar por cima de qualquer regra para ver quem ama feliz. Sem sombra de duvidas Um Perfeito Cavalheiro foi o melhor livro que li da serie e está registrado no meu coração. Houve momentos e momentos ternos que me levaram às lágrimas.

Quero mais Benedict e Sophie!

Resenha: Um Perfeito Cavalheiro por Julia Quinn

compartilhe:
Matilda Natália
escrito por Matilda Natália
Meu nome é Natália, tenho vinte e poucos anos, apaixonada por livros, filmes, moda, series, animais e todas as coisas relacionadas Once Upon A Time.